Hiper — Como uma startup do interior de Santa Catarina ganhou o Brasil

Em 2016 eu tive a oportunidade de trabalhar na Hiper, uma startup que até então tinha 5 anos de vida e havia expandido no mercado brasileiro de forma muito rápida devido ao seu modelo altamente escalável. Em 2019 ela foi adquirida pela Linx pela bagatela de 50 milhões de reais.

A proposta de valor da Hiper é centrada nos pequenos e médios varejistas, oferecendo soluções para gestão de lojas, emissão de notas fiscais e controle de estoque nos pontos de vendas. Mas qual foi a estratégia de expansão? Os fundadores perceberam que todos os lojistas precisavam emitir os cupons fiscais através de impressoras específicas e homologadas, e quem fornecia tais equipamentos eram lojas de informática. Portanto esse foi o principal canal de distribuição usado para alcançar de forma veloz e escalável a maior quantidade de lojistas.

Meses após meses novas parcerias iam se concretizando e com isso centenas de clientes passavam a utilizar os produtos da Hiper. Diante de tanta demanda, algumas ações tiveram que ser tomadas, como: criação de conteúdo explicativo nos canais digitais e aumento do time de suporte técnico e desenvolvimento.

Criou-se ainda um evento anual chamado Hiperadores com o objetivo de aproximar todos os parceiros, compartilhar tendências de mercado e continuar a expansão da Hiper.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋 Como posso ajudar você?